Português
Inglês


Garex

Garex é um polímero formado por dois componentes caracterizado pelo rápido endurecimento e fácil aplicação. Apresenta após a cura, valores deslizantes muito superiores ao bronze. O uso deste polímero garante uma vida útil maior do equipamento, por um custo/benefício insuperável no mercado.

Além da fabricação de casquilhos novos é possível, em geral, consertar com Garex vários tipos de áreas de deslize e buchas fabricadas de qualquer tipo de material. O material Garex é tão universal, que repara as partes originais, que foram fabricadas em bronze, metal patente, turcito, diamante e outros materiais de deslize. Após o endurecimento, o material pode ser usinado de várias formas (lixado, perfurado ou fresado, torneado etc). Este polímero foi desenvolvido com ênfase no endurecimento rápido e na facilidade de aplicação!

Principais aplicações:

  • Construção das áreas de deslize novas e conserto das danificadas de máquinas e equipamentos;
  • Fabricação de novos mancais de deslize (casquilhos) e renovação dos desgastados ou danificados;
  • Reparo de eixos desgastados (por exemplo, pelo anel de retenção);
  • Aplicação em todas as peças de deslize metal-metal, garantindo o deslizamento sem causar desgastes nas contra-peças e impedindo inclusive a adesão quando não há lubrificação.

Dados Técnicos:

 

Peso específico: 1,6 g/cm2
Mistura dos componentes: 3A : 1B (por volume ou peso)
Tempo de manuseio: 20 minutos
Tempo de cura: com 23°C aprox. 2,5 horas
Resistência térmica: 150°C
Cor: Preta
Resistência ao deslizamento: 20 MPa = 2.900,8 psi
Resistência à pressão: 200 MPa = 2.900,8 psi
Resistência à flexão: min. 60 MPa = 8.702,3 psi
Dureza Brinell: 64 MPa
Resiliência: min. 15 kJ/m2
Contração: 0
Permanentemente resistente a: água, detergente, óleo, petróleo, gasolina, ácidos minerais diluídos (10% HCl, 10% HNO3, 30% H2SO4) e soluções alcálicas (40% Na2SO4, 10% amoníaco)
Não resistente a: ácidos orgânicos (5% acid vinegar, 10 % acid milk) e é danificado por solventes orgânicos (etanol, xileno), e acetona.
Embalagem: 1 kg (componente A - 750 g / componente B - 250 g)
Armazenagem: armazenar em ambiente seco
Prazo de validade do produto: 60 meses

Manual de uso:

  • Misturar os componente A e B em recipientes de plástico de acordo com a necessidade.
  • Antes da aplicação da pasta é necessário limpar a parte da peça a ser consertada, desengordurar com thinner e realizar as ranhuras de aderência do material no metal base.
  • Sobre a chapa já previamente preparada serão aplicadas três doses do componente A e uma dose do componente B. Misturamos bem com a espátula na chapa e aplicamos na área final. O tempo de cura é de aprox. 20 minutos. A pasta deste modo aplicada endurece a 23 °C em aprox. 2,5 horas. Com a temperatura maior (por ex. pelo ar quente) é diminuído proporcionalmente o tempo de endurecimento. Temperatura baixa eleva consideravelmente o tempo do endurecimento.
  • Limpar com pano umedecido com acetona as ferramentas sujas.

Observação: Pelo fato de as áreas de deslize funcionais serem consertadas com este tipo de pasta, é necessário durante a aplicação evitar qualquer tipo de sujeira e utilizar somente ferramentas perfeitamente limpas.

Princípios gerais para aplicação:

  • Área de aplicação de material de deslize deve ser perfeitamente limpa de qualquer oleosidade, recomendando para tal o uso de acetona.
  • Para a fixação necessária do material de deslize no caso da fabricação da bucha de mancal ou reparo do eixo, a base de aplicação deve ter a rugosidade aumentada – por ex. com hélice (espiral) com a menor elevação. Não pode ser efetuado com faca de aço afiada, mas de preferência com “faca cega“. A rugosidade mínima deveria ser de Ra 12.
  • Recomendamos aplicar o material de deslize na espessura de 2 mm e depois usiná-lo para a dimensão desejada. A aplicação do material de deslize deve ser feito em camadas e as camadas devem ser devidamente pressionadas uma na outra.
  • Nas áreas de deslize planas horizontais e verticais atingimos o melhor ajuste superficial com a contra-peça. Na contra-peça deverá ser aplicado o material especial ‘Separador-P’, para evitar a colagem do material de deslize na mesma.
  • Nos eixos danificados, no caso da imperfeição ser pequena, recomendamos aumentá-la e em seguida aplicar o material de deslize, pois no caso das áreas micro-porosas e nas danificações muito pequenas não é possível assegurar uma fixação perfeita do material na parte em conserto.
  • A aplicação do material Garex é melhor conduzida na temperatura média de 20 °C. No caso das temperaturas menores ocorre a desaceleração do endurecimento e se torna mais difícil aplicar o material. Desse modo deve ser armazenado com temperatura prescrita e trazido para o local somente antes da própria aplicação.

Apresentação em PDF

Aplicação nas Fábricas De Cimento

Manual Passo a Passo de Aplicação




Av. Eng. Domingos Ferreira, 2391, Empresarial San Marino, 10 Andar
Boa Viagem, Recife/PE, Brasil, 51020-031
(55) 81/3327 7033 | pragotec@pragotec.com.br